Edições

“Escuta para BodyTalk, histórias para refletir”

Desde projeto “Bodytalkers falando de BodyTalk”, entrevistas feitas por Nirvana Marinho desde 2018, e da cartografia “BodyTalk no Brasil: caminhos possíveis”, pesquisa empírica realizada por Ana Marcela Sarria, Daniele Pires e Nirvana Marinho, meados deste mesmo período, faz-se tão fundamental que ações de propagação, reinvenção dos saberes e narrativas e a reflexão já inerente ao BodyTalk possam se fazer de tantas diversas maneiras. Mais pessoas conhecendo mais do sistema, mais terapeutas falando de sua prática, mais pessoas lendo, escutando e se instigando pelo BodyTalk: isso tem sido o propósito de realizar um periódico que ganha seu corpo a medida em que é feito.
Com uma prática acadêmica e um olhar delicadamente para nosso campo de atuação, venho entendendo como o BodyTalk fala de si, quais são seus ecos, quais são suas cores e matizes, como ele torna-se palco de si mesmo. Não só para brilhar, mas para que suas linhas tornem-s uma ação constante de curiosidade, de deleite, de dúvida e incertezas para daí conhecermos mais, abrirmos mesmo o coração para este vibratto de saberes. Sim, o BodyTalk, enquanto o Escuta cresce, é uma ciência de sentir, uma filosofia de saber, uma poesia constante. Assim como sentimos, nós terapeutas, na nossa tão fascinante prática.
Abrir um espaço de escrita tem sido mais do que informar as pessoas sobre, ou proporcionar mais pessoas se fazerem saber; tem sido um espaço ético de saber pelo coração. A Revista Escuta tem em sua gênese o gesto de colocar a mão em forma de conha sobre o ouvido e esperar… sentir o que vem, buscar entendimento, abrir possibilidades de interpretação, sobretudo então, sentir o BodyTalk.
Cinco edições caracterizam um caminho veloz: três primeiras sob editoria de Nirvana, a 4a edição capitaneada por Natasha e a mais recente, por Ana Carolina. Eu e Natasha resolvemos fazer de 2022 um ano de remake, de reinventar espaços de escuta com duas edições especiais: uma lida – uma série de podcast com artigos escritos lidos por seus autores ou por outrem e uma em inglês – uma edição com artigos já traduzidos, portanto agora publicados em seu idioma original, e também misturando formatos.
Escuta é um espaço como de uma sessão de BodyTalk: o que é prioridade, quais vínculos surgem, o que, da Escuta, emerge. É para os pacientes, os terapeutas, inclusive de outras abordagens afins, e para o leitor comum, curioso, ávido por abrir espaços em si mesmo.
A Revista Escuta tem um caminho de colaboração, portanto deve continuar mudando. Se você tiver uma cadência de passos que te trazem a fazer parte, venha. Para escrever, proponha. Para sentir essa sessão juntos, é porque é para você. Obrigada a todos que fazem parte, colaboraram e um brinde ao Escuta na nova parceria com a Associação Brasileira de BodyTalk, ABBTS.

texto por Nirvana Marinho, março 2022


Aqui você entra na página principal de cada edição do Escuta – revista sobre BodyTalk, idealizada em meados de maio e lançada 1a edição no inverno de 2020. Com periodicidade trimestral, são três edições por ano.

Todas as edições são CC – Creative Commons: Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International (CC BY-NC-SA 4.0).


links abaixo com pdf completo das edições atualizados em maio de 2021


Edição 1 | BodyTalk como sistema (inverno 2020)

Edição 2 | Ciências da Vida (primavera 2020)

Edição 3 | BodyTalk é (verão 2020)

Edição 4 | Acompanhando a vida (outono tardio 2021)

Edição 5 | Acompanhando a morte (primavera tardia 2021)